Um Disco Especial

pintura da professora Marta Neto

Há muito tempo atrás (e foi mesmo há muito, muito tempo), quando se viajava de galáxia para galáxia, como se fosse uma viagem de avião, havia um planeta tão pequeno,mas tão pequeno,que toda a gente que lá passava gozava com ele (se o vissem, claro). Mas, em tempos, aquele planeta foi um dos mais visitados.No entanto,com o passar dos anos ele foi esquecido.


Um século depois, passou uma estrela cadente,e,um dos habitantes desejou,que o seu planeta voltasse a ter visitantes.Após o seu desejo, nada mudara,mas a estrela cadente ia caindo, caindo, caindo até se despenhar.

Afinal a estrela cadente não era uma estrela, mas sim um foguetão.

A maioria dos habitantes veio a correr ver o que é que passava, mas, quando lá chegaram,ficaram desiludidos,pois o que estava lá dentro era um disco vulgar, mas um pouco mais grosso do que o normal. Todos se foram embora, menos um rapaz com cerca 8 anos que pegou no disco e levou-o para casa.


Quando chegou, pôs o disco a tocar no gira-disco, mas o som que estava a ouvir, não era bem aquilo que ele esperava, pois o disco tocava um som ensurdecedor. O som era tão alto que se ouvia em todos os planetas, (principalmente nos mais próximos), mas o rapaz, por muito que tentasse, não conseguia parar o disco.


Vários habitantes de outros planetas vieram queixar-se, mas sempre que alguém chegava de outro planeta, o som do disco acalmava, mas quando alguém se ia embora o som voltava ao normal.

– Já percebi, se alguém vier ao nosso planeta ele dá um som calmo, mas quando eles se vão embora o som volta ao normal, por isso, o nosso desejo realizou-se, o foguetão tinha o disco lá dentro, porque sabia que alguém o ia levar e pô-lo a tocar, e, como o som era tão alto,ouvir-se-ia nos outros planetas. Portanto, a quem vier cá, pedimos para ficar, durante algum tempo, para o som ficar mais calmo.-disse o rapaz.


Após aquele dia, várias pessoas iam àquele planeta.Graças à descoberta do rapaz, aquele planeta voltou a ser visitado.


– Obrigado, disco. Salvaste o nosso planeta.- agradeceu o rapaz, sorrindo.

Anita Cartaxo, 5ºD


Esta entrada foi publicada em Escrever..., Texto narrativo com as tags . ligação permanente.

Uma resposta a Um Disco Especial

  1. Ana Soares diz:

    Um dia, também escrevi um texto sobre este quadro da prof. Marta. Chamava-se “O lançador de estrelas”.

    É fantástico ver como uma imagem pode ser tão inspiradora! Parabéns pelo texto.

    Ana Soares

Deixe uma resposta