Natal

Sou um pastor, que vivo no cimo de uma montanha.

Há muitos muitos anos atrás, no dia 6 de janeiro, ao anoitecer, fui surpreendido por uma grande estrela muito brilhante.

Os meus amigos pastores e eu decidimos segui-la pois pareceu-nos bem diferente de todas as outras.

Caminhámos ao longo de várias horas e chegámos à frente de uma gruta e, apesar de ser noite cerrada, a gruta irradiava uma luz cintilante.

Tinha nascido o Messias, junto dele estava sua Mãe a Virgem Maria e José.

Estavam também três imponentes Reis – Os Reis Magos, que, tal como eu, haviam sido guiados por uma fabulosa estrela cintilante.

Nesse momento senti um calor no meu coração que me proporcionou uma enorme alegria na alma.

Rezei uma oração, e senti a necessidade de partilhar este momento com todas as pessoas do mundo.

Na verdade, a mensagem do Presépio é cada um de nós levar alegria, bondade e partilha a todos os que nos rodeiam!

Felizes e Santas Festas!


Vicente Toscano Rico, 4º ano


Esta entrada foi publicada em Escrever..., Reflexão com as tags . ligação permanente.

Uma resposta a Natal

  1. 868 diz:

    olá Vicente
    acho que foi uma óptima idea escrever o txt em 1º pessoa.
    vemo-nos amanhã!

Deixe uma resposta