Prémio Nobel da Literatura 2015

A semana passada foi divulgado mais um Prémio Nobel da Literatura – um prémio que, apesar de esperado por muitos, suscitou alguma admiração.

Desde 1901, a Academia Sueca já atribuiu 112 prémios literários, sendo que a grande maioria foi a escritores do sexo masculino cujas obras se inserem no domínio da ficção. Desta vez foi distinguida uma mulher: Svetlana Alexievich.

A jornalista, investigadora e ensaísta de nacionalidade bielorrussa é a 14.ª mulher a ser galardoada com o prémio literário mais importante do mundo. Svetlana é autora de vários livros na área da não-ficção. A sua obra é considerada “polifónica, um monumento ao sofrimento e à coragem do nosso tempo”. O comité sueco atribuí à escritora a criação de um novo género literário – um género que terá nascido do cruzamento entre a literatura e o jornalismo.

Em livros como War’s Unwomanly Face (1985), Voices from Chernobyl (1997) e O Fim do Homem Soviético (2013), Svetlana dá voz aos testemunhos de vítimas de muitos acontecimentos políticos ocorridos nos séculos XX e XXI.

Os seus livros estão traduzidos em 22 línguas e têm sido adaptados para documentários e peças de teatro. O Fim do Homem Soviético é, até ao momento, o seu único livro traduzido em língua portuguesa.

Escritora_Svetlana_Alexievich

Clique aqui para aceder ao vídeo.


Esta entrada foi publicada em " Conto Contigo". ligação permanente.

Deixe uma resposta