Arquivo de etiquetas: 9º ano

A cigarra e a Formiga

Era uma vez, numa pequenina casa, uma cigarra que, com cerca de seis meses de idade, vivia a vida a cantar e a dançar. Enquanto isso, um outro inseto, uma formiga, trabalhava dia e noite a encher a sua grande … Continuar a ler

Publicado em Escrever..., Texto narrativo | Tags | Deixe o seu comentário

Primeira Grande Guerra

A 1ª Guerra Mundial  não foi muito normal tantos mortos, tantos feridos foi pena para entes queridos. Uma data de alianças para só algumas esperanças matar e sobreviver era o que interessava a valer. Rússia, França e Inglaterra lutaram nesta … Continuar a ler

Publicado em Escrever..., Poesia | Tags | Deixe o seu comentário

CRíTICA: Representação de AUTO DA BARCA DO INFERNO

A obra de teatro Auto da Barca do Inferno  é uma complexa alegoria dramática de Gil Vicente, representada, pela primeira vez, em 1517.  É a primeira parte da chamada trilogia das Barcas, sendo que a segunda e a terceira são, … Continuar a ler

Publicado em Crítica, Escrever... | Tags | Deixe o seu comentário

A cidade

Então lá estava, numa gôndola, a passear por um canal numa cidade distante. Numa margem, via o lado urbano, e na outra o lado natural. À medida que avançava, via o lado urbano, mais medieval. Parecia uma viagem no tempo, … Continuar a ler

Publicado em Escrever..., Texto narrativo | Tags | Deixe o seu comentário

Os Barrão – Consílio dos Gajos

Já no grande palco rockavam, Os fans gritando e empurrando As vibrações pelo ar se propagavam O entusiasmo, enfim, alargando E os cartazes os fãs mostravam Para a banda que as músicas ia cantando Músicas estas sagradas Que do género … Continuar a ler

Publicado em Escrever..., Poesia | Tags | Deixe o seu comentário

Os Barrão – Proposição

Os microfones e os Barrão assinalados Que da ocidental cidade lusitana Por palcos nunca dantes ocupados Cantaram o dia e a noite inteira. E em dedilhados e acordes lixados, Mais do que prometia a capacidade humana E entre gente remota … Continuar a ler

Publicado em Escrever..., Poesia | Tags | Deixe o seu comentário

ODES INSPIRADAS

Ode aos Bombeiros Heróis da humanidade, Heróis da cidade. Corajosos, destemidos Combatentes do fogo. Salvadores daqueles em apuros, Salvadores dos aflitos. Socorrem todos os que, entre as chamas, Dizem socorro aos gritos. De camião vermelho bem equipado Com a sirene … Continuar a ler

Publicado em Escrever..., Poesia | Tags | Deixe o seu comentário

Impressão Digital…

Pus-me a pensar no que seria isto para mim… Instantaneamente olhei para os meus dedos, mas em vez de reparar nas ténues linhas, reparei numa cicatriz que tenho. É algo que é só meu e que ninguém tem igual. Se … Continuar a ler

Publicado em Escrever..., Reflexão | Tags | Deixe o seu comentário